quinta-feira, setembro 21, 2006

Ser Feliz é...


Ser feliz é...é...chegar a casa e pegar na minha velhinha guitarra cheia de pó, marca do tempo que ficou esquecida ali naquele canto, e tocar e recordar aquelas músicas de sempre...é descobrir que nada nem ninguém é perfeito, mas que no final de tudo existe sempre alguém perfeitamente imperfeito...

Hoje descobri que há alguém perfeito...e peguei na minha velhinha guitarra e toquei aquelas músicas que já nem e lembrava que existiam!!!!

1 comentário:

E-clair disse...

Pois é, a felicidade tange-se com aquelas cordas que só alguém especial pode fazer vibrar... e essa continuidade absolutamente inebriante entre os sons do mundo e os sons do amor nascente dá vontade de celebrar o que a vida tem de melhor: ser efemeramente bela e... tangível! Perfeitamente imperfeita, meu querido poeta...